Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal Passos - MG
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Coronavírus

 

            

            

 

 

Ops! Surgiu alguma dúvida?

Fique tranquilo! Esta seção reúne os esclarecimentos para as perguntas mais comuns sobre o novo coronavírus, o causador da Covid19. Aqui também iremos esclarecer um pouco mais acerca das formas de transmissão, sintomas e dicas de prevenção .

 


 

1. O que é o novo coronavírus?

É um novo vírus e seu nome completo em português é Coronavírus da Síndrome Respiratória Aguda Grave 2 (em inglês Severe acute respiratory syndrome coronavirus 2, SARS-CoV-2). Apesar da estirpe desse vírus ter sido descoberta em Wuhan, na província de Hubei, China, ainda não é claro qual foi a fonte original de transmissão viral para os seres humanos, nem quando é que a estirpe se tornou patogênica, isso é, quando passou a provocar a infecção respiratória e seus demais sintomas no ser humano.

 

 

2. Quais são os sintomas do novo coronavírus?

Os sintomas são parecidos com os da gripe: tosse, dor de garganta, secreção nasal, podendo ter febre, dores de cabeça e no corpo, perda das sensações de cheiros e sabores, diarreia e dor abdominal. Os sintomas mais graves, presentes na minoria dos casos, incluem febre alta, falta de ar e prostração.

 

 

3. Quais são os grupos de risco?

Idosos, gestantes, pessoas imunossuprimidas (com baixa defesa do corpo) e doenças crônicas tais como: hipertensão, diabetes, doenças pulmonares, cardíacas e renais.

 

 

4. Qual é a diferença dessa doença para uma gripe, já que os sintomas são parecidos?

Não existe diferença significativa quanto aos sinais e sintomas de uma infecção pelo novo coronavírus em comparação com os demais vírus, com exceção dos casos que apresentam a perda das sensações de cheiros e sabores, associada a outros sintomas. Portanto, um paciente que apresente a perda das sensações de cheiros e sabores e outros sintomas tem uma maior possibilidade de estar com a Covid19.

Vale ressaltar que, as pessoas dos grupos de riscos são mais propensas a desenvolverem sintomas mais graves e pneumonia.

 

 

5. Como é definido um caso suspeito do novo coronavírus?

Neste momento não há diferenciação entre os casos de coronavírus e as outras gripes e resfriados, ambos estão circulando no município. Dessa forma, as pessoas com sintomas respiratórios, podendo ter febre, dores de cabeça e no corpo, perda das sensações de cheiros e sabores, diarreia e dor abdominal.

 

 

6. Qual a forma de transmissão do vírus?

As evidências atuais descrevem a transmissão pelo ar e por contato de mãos ou objetos contaminados com mucosas da face (olhos, boca e nariz).

 

 

7. Quando procurar uma unidade de saúde?

A recomendação atual é buscar sua unidade de saúde (ESF) já no surgimento dos primeiros sintomas gripais (tosse seca, febre, dor de cabeça) para fins de notificação e controle epidemiológico e, preferencialmente, entre os horários das 13 às 16:00 horas, quando a equipe de saúde realiza o atendimento especializado para casos suspeitos de Covid19.

 

 

8. Quais são as formas de prevenção?

- Lavar as mãos com água e sabão por 40 a 60 segundos ou friccionar usando álcool em gel a 70% durante 20 a 30 segundos

- Ao espirrar ou tossir, cobrir nariz e boca com o braço na dobra do cotovelo ou com lenço descartável

- Não tocar olhos, nariz e boca com as mãos sem higienizá-las

- Não compartilhar objetos pessoais, como talheres, toalhas, pratos e copos

- Evitar aglomerações e manter distância entre as pessoas de pelo menos um metro

- Ficar em casa o máximo possível, mesmo sem sintomas, para evitar a disseminação da doença

- Não cumprimentar as pessoas com beijos, abraços e aperto de mão

- Manter os ambientes bem ventilados

 

 

9. Que cuidados devo tomar quando utilizar o transporte público?

Manter distância entre as pessoas de pelo menos 1 metro quando possível, adotar as medidas de higienização das mãos com álcool gel a 70%, não levar as mãos ao rosto, adotar a etiqueta respiratória (ao tossir ou espirrar, cobrir boca e nariz com o braço na dobra do cotovelo).

 

 

10.  É recomendado o uso de máscaras de proteção?

Sim. O uso de máscaras caseiras de tecido está determinado para toda a população nos momentos de circulação em espaços públicos.

 

 

11. Por quanto tempo a doença pode ficar incubada?

As evidências atuais indicam quem a doença pode ficar incubada por até duas semanas após o contato com o vírus.

 

 

12. Existe vacina para prevenção ao novo coronavírus?

Até o momento, não.  Mas os cientistas ao redor do mundo e no Brasil já iniciaram pesquisas para o desenvolvimento desta vacina. No momento, estão mantidas as orientações de vacinação contra a gripe, que confere proteção a outros três vírus influenza para os grupos de risco, para evitar que essas pessoas tenham casos graves.

 

 

13. Como é feito o diagnóstico do novo coronavírus?

Atualmente, o Município de Passos utiliza-se de dois métodos principais para o diagnóstico da Covid19, sendo eles:

  • Teste de material genético por RT-PCR: é realizado entre o 3 e até 7º dia de sintomas, coletando-se uma amostra de secreção respiratória da cavidade nasal do paciente. As amostras são enviadas semanalmente aos laboratórios de referência e o resultado pode levar entre 3 e 7 dias para ser emitido. Caso o resultado do exame seja positivo, indica que o paciente possui o vírus circulante em seu corpo e, não necessariamente, já possui defesa imunológica. Caso o resultado do exame seja negativo, pode indicar que: (1) o paciente já teve o contato com o vírus e seu corpo já produziu anticorpos o suficiente para combater a carga viral ou; (2) indica que o paciente ainda não teve contato com o vírus e, portanto, ainda está susceptível a contrair a Covid19.
  • Testes rápidos de anticorpos IgG/IgM: realizado a partir do 14º dia de sintomas, esse teste leva apenas 15 minutos e investiga a presença de anticorpos no sangue do paciente. Caso o resultado desse teste seja positivo, indica que o paciente já teve o contado com o vírus e seu corpo já está combatendo ou já combateu a doença. Caso o resultado seja negativo, indica que o paciente ainda não teve contato com o vírus, portanto, ainda está susceptível a contrair a Covid19.

 

 

14. Como é feito o tratamento do novo coronavírus?

O tratamento é feito com base nos sintomas de cada paciente e conforme a orientação e prescrição médica.

 

 

15. Vocês têm orientado as unidades de saúde e os seus profissionais sobre a doença? Se sim, qual é a orientação?

Sim. Os profissionais de saúde do Município de Passos recebem orientações de forma contínua, conforme o momento epidemiológico e as recomendações das autoridades de saúde por meio de protocolos, notas técnicas, conferências, reuniões com equipes específicas, entre outros. Dessa forma, as unidades são organizadas para a oferta de atendimento de forma segura e resolutiva para a população.

 

 

16. Quais cuidados os profissionais de saúde devem ter ao entrar em contato com um caso suspeito?

Os profissionais recebem múltiplos equipamentos de proteção individual (EPI), tais como máscaras descartáveis e N95, capotes, óculos, face shield, luvas e gorro, a serem utilizados conforme o risco de cada procedimento.

 

 

17. Casos suspeitos têm sido mantidos em isolamento domiciliar. O que isso significa?

Sim. O paciente em isolamento domiciliar é aquele que foi avaliado como caso suspeito e ainda está dentro do período de dispersão viral, isso é, ele ainda pode infectar outras pessoas. Por isso, esse paciente deve permanecer em casa, evitando contato com outras pessoas neste ambiente, seguindo as medidas de higiene e restrição de contato com o ambiente externo. Essa estratégia permite a prevenção da transmissão de casos gripais tanto no ambiente domiciliar quando na sociedade.

 

 

18. Quais cuidados o paciente deve ter no isolamento domiciliar?

Nessa condição, o paciente deve ser mantido em casa, recebendo cuidados tais como hidratação e repouso. Se possível, ele deve ficar em quarto privativo. Os familiares devem tomar as precauções já indicadas, como evitar compartilhamento de objetos pessoais, copos e talheres, contatos com secreção do paciente, realizarem a higienização constante das mãos e do ambiente, bem como, permanecer a pelo menos um metro de distância.

 

 

19. O novo coronavírus pode matar?

Sim. A mortalidade registrada com a pandemia no mundo indica que as mortes pela doença variam de 2,3% a 3,5%, sendo mais comum em pessoas com doenças crônicas e principalmente nos idosos, com destaque para idade de 80 anos ou mais.

 

 

20. Onde é possível consultar números de casos suspeitos e confirmados em Passos, em Minas Gerais, no Brasil e no Mundo?

Nos canais oficiais da Prefeitura Municipal de Passos, Secretaria de Saúde do Estado de Minas Gerais, do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

 
Seta
Versão do Sistema: 2.10.2 - 03/02/2021
Copyright Instar - 2006-2021. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia