História de Passos

Em meados do século XVII, a região de Passos era pouco explorada e era denominada "Sertões de Jacuhy ou Cercanias de Jacui" um " lugar perdido nesse mundo de Deus.

O encontramento de ouro provocou uma "corrida" de paulistas e mineiros para o local à procura de melhores condições de vida representadas pels faiscagens de ouro ou por alternativas oferecidas pelos recursos naturais.

A História administrativa de Passos, pode ser dividida em cinco fases

1 - Fase de formação (1780 a 1830) que corresponde à implantação das roças de subsistência, ao assentamento das primeiras fazendas (Ninfas, Cruzeiro e Bonsucesso), à formação do arraial e à ausência de um sistema administrativo

2 - Fase da consolidação do arraial, a redefinição do seu traçado urbano e inicio de um sistmea administrativo misto, público (Juizado de Paz) e religioso (Curato Paróquia).

3 - Fase da autonomia religioso: da criação da Paróquia a criação da vila. O arrailal se torna Paróquia e Matriz (do Bizpado de São Paulo), mas depende das leis de Jacuí, passando a existir os dois poderes: executivo e legislativo, embora num mesmo órgão: a Câmara.

4 - Fase da autonomia administrativa, iniciada com a criação da Vila 1850, depois cidade, tronando-se independente da Vila de Jacuí, podendo então adquirir um certo "status" e ter a possibilidade de exibir certa importância que outros lugares não possuiam.

5 - Fase Republicana a partir da organização da República passa a existir como Município e conta com Prefeitura Municipal policitamente independente. Durante os anos 60 houve um significativo progresso da contrução da Usina de Furnas na região. O passado provinciano e rural foi ultrapassado e Passos tronou-se o que é hoje: a cidade pólo cormercial e industrial da região.

Praça Geraldo da Silva Maia, 175 - Centro CEP - 37900-900